Notícias

você está em: home > Notícias

25 de Outubro de 2019 às 15:19

Com o mote "Melhor empresa, piores salários", Sinergia lança campanha salarial 2019/2020 da Energisa-MS

Os dirigentes sindicais do Sinergia-MS realizaram o lançamento da campanha salarial 2019/2020 da Energisa, na manhã desta sexta-feira (25). A ação ocorreu por volta das 7h30 em frente ao Centro Operacional da Energisa-MS, em Campo Grande.

Com o mote "Melhor empresa, piores salários", os trabalhadores reforçam a necessidade de um reajuste salarial que represente ganho real, uma das principais reivindicações da categoria.

“Se a Energisa está ganhando prêmio GPTW, nós temos que comparar com as empresas que também estão no GPTW. Cemig, Copel, Elektro estão nesse nível da Energisa. O que nós queremos é estar junto com essas empresas também na questão salarial, com melhores salários”, explicou o presidente do Sinergia-MS, Elvio Vargas.

Só no primeiro semestre deste ano, a Energisa-MS praticamente já alcançou o lucro registrado no ano passado. Foram R$ 164,5 milhões nos primeiros seis meses deste ano, contra R$ 170,6 milhões em todo ano de 2018.

“Com esses resultados da empresa, a gente tem direito a um ganho real até porque a inflação deve ficar em 2,79%, um índice muito baixo. E quando a gente vai pagar a mensalidade da escola ou fazer uma compra, o aumento não é de 2,79%, é muito maior. Então, temos que ter um aumento acima da inflação”, defendeu a diretora do sindicato, Maria Angela da Silva.

Desde 2014, quando a Energisa assumiu o controle da concessionária de energia de MS, a categoria não tem ganho real. A diretora do Sinergia-MS ressalta ainda que os bons indicadores financeiros e os prêmios são resultados da dedicação e competência dos trabalhadores. “São os trabalhadores que ajudam a empresa a ganhar os prêmios. Nós somos o pilar da empresa, sem as pessoas capacitadas a empresa não estaria ganhando esse lucro, que inclusive já foi distribuído para os acionistas e precisa chegar para nós trabalhadores”, ressaltou.

Os dirigentes sindicais visitaram todas as unidades do Centro Operacional da Energisa-MS e conversaram com os trabalhadores sobre a Campanha Salarial 2019/2020. As principais bandeiras são: Manutenção e ampliação dos direitos; Ganho real; Salários compatíveis com as melhores empresas; e Fim da pressão excessiva por resultados.

  

“Doenças psicológicas, depressão, crise de pânico, estamos tendo muitos afastamentos pela pressão excessiva por resultados. A gente sabe que vai ter pressão, que a empresa tem que ter resultado, mas não da forma que está acontecendo, a pressão está muito grande”, avaliou a diretora Maria Angela.

Com a reforma trabalhista, os dirigentes sindicais precisam lutar todos os anos para manter e ampliar os direitos já adquiridos. Na conversa com os trabalhadores, o presidente do sindicato também abordou a questão do desemprego. “Estamos em um cenário de desemprego e a empresa faz uma pressão psicológica no trabalhador, alguns chegam até a falar, 'se vc não quer o emprego, tem uma fila de gente para trabalhar'. Isso é assédio, estamos lutando contra isso e podemos brigar sim por melhores salários porque a empresa tem condições de garantir isso”, avaliou Elvio Vargas.

A pré-pauta do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019/2020 foi aprovada pela categoria nas assembleias realizadas na segunda (21), nas cidades do interior, e terça (22), na capital. A pauta de reivindicações foi entregue para a Energisa-MS na última quarta-feira (23).

Na próxima semana, os dirigentes sindicais vão realizar o lançamento da Campanha Salarial 2019/2020 nas cidades do interior.

Por: Adriana Queiroz/Assessoria de Comunicação do Sinergia-MS

Galeria de Fotos



Copyright 2016 - Sinergia - MS- Todos Direitos Reservados

volta ao topo